Sustentabilidade

Como economizar energia: 23 dicas práticas

Você sabe como economizar energia na sua casa? Com pequenas ações, é possível não só ajudar o nosso planeta, como também diminuir a conta de luz!

A Rafa Oliveira separou algumas dicas incríveis, no canal Casa de Verdade, para ajudar você nessa missão. Confira o vídeo completo e continue a leitura, para descobrir outras formas de economizar energia elétrica no dia a dia.

Como economizar energia elétrica

1. Invista em lâmpadas de LED

Quando for comprar suas lâmpadas, analise os tipos que mais economizam energia. As versões fluorescentes gastam pouca energia, porém são mais frágeis e podem queimar com mais facilidade, se comparadas a outros modelos.

Um dos produtos mais sustentáveis é a lâmpada de LED, que contribui, inclusive, para o bolso do cliente, uma vez que ajuda a enxugar o valor da conta de luz. Essa lâmpada poderá ter durabilidade de até 25 mil horas, e economizar 83% de energia, em comparação com as incandescentes.

• Leia também: Como instalar fita de LED passo a passo (em vídeo)

2. Substitua as lâmpadas comuns pelas inteligentes

Outra forma de economizar na energia da casa é utilizar lâmpadas inteligentes que, quando a luz não estiver sendo usada, irá desligar automaticamente. Por meio do smartphone, você pode programar horários de funcionamento delas também.

Existe a opção de ainda controlar a intensidade das lâmpadas, o que dá aquela ajudinha extra na economia da energia! Outra vantagem é poder escolher cores diferentes, que criam um ambiente intimista e aconchegante.

3. Aposte em sensores de movimento, para aparelhos e lâmpadas

Por falar em casa inteligente, você também pode solicitar que os seus aparelhos e lâmpadas desliguem sozinhos, por meio de sensores de movimento. Dessa forma, nada ficará ligado e em uso, sem necessidade.

Além do controle de quando os aparelhos irão ligar e desligar, é possível definir a potência e a intensidade dos dispositivos, o que também contribui para maior economia de luz.

Apesar do investimento necessário para ter uma casa inteligente, a compensação a médio prazo na conta de luz pode chegar a 15–30%.

4. Opte por interruptores e tomadas inteligentes

Se você não puder investir em uma casa inteligente, não tem problema. Apenas colocar alguns interruptores e tomadas inteligentes já irão ajudar bastante na economia de energia.

Com eles, você poderá controlar aparelhos pelo celular e desligar qualquer um que não esteja em uso. Outra vantagem é que esses acessórios normalmente geram relatórios com o gasto total de energia de cada aparelho, o que deixará o controle ainda mais fácil.

5. Use painéis de energia solar / placas solares fotovoltaicas

Existem dois tipos de placas solares: as fotovoltaicas e as convencionais. A primeira utiliza a luz do sol para gerar energia elétrica, enquanto as comuns usam os raios solares apenas para aquecimento.

Ambas são ótimas aliadas, mas a placa fotovoltaica é um dos principais produtos para quem quer investir no sol como segunda fonte de energia. Ela não serve apenas para aquecer a água, mas para gerar energia elétrica, que pode ser usada em todos os aparelhos da casa.

Sua tecnologia consegue transformar as partículas de luz em energia elétrica, de forma completamente sustentável, já que o sol é uma fonte renovável que nunca acaba. Se cadastrada na empresa de energia elétrica da sua cidade, as placas podem gerar até créditos para além dos gastos do mês.

Por mais que o investimento inicial seja alto, vale a pena a longo prazo. Estima-se que as placas fotovoltaicas permitem economizar de 50 até 95% de energia da casa.

• Leia mais: Quantas placas solares preciso na minha casa?

6. Escolha telhas de PVC transparentes

Feitas de material reciclado, as telhas de PVC translúcidas são ótimas para coberturas de quintais, já que não bloqueiam a iluminação natural. Essa também é uma ótima opção para economizar nos gastos de luz da casa.

Além de terem preço acessível em relação a outros tipos de telhas, elas são resistentes e não exigem muita manutenção, então elas garantem economia também do material da obra.

7. Ou opte por outras telhas transparentes

Você também pode estimular a iluminação natural da casa com outras telhas transparentes. As de polipropileno, por exemplo, seguem a mesma linha de sustentabilidade do bloco de vidro. Afinal, são claras, translúcidas e permitem a entrada de luz solar ao ambiente, além de proteger contra os raios UV.

As telhas de vidro também isolam o ambiente e permitem a passagem de luz. Assim, podem ser intercaladas com outras telhas no mesmo formato, mas com outra composição de matéria-prima, como a telha cerâmica.

8. Aposte em tijolos ou blocos de vidro

Outra boa forma de economizar energia é possibilitar a iluminação natural da casa com alguns blocos de vidro. Por serem translúcidas, essas peças proporcionam até 80% mais luminosidade se comparadas à parede de alvenaria.

• Leia mais: Como colocar tijolo de vidro em parede pronta?

9. Use cobogós na divisão de ambientes

Os cobogós são elementos vazados que permitem que a luz natural entre mais facilmente pela casa. Portanto, colocá-los nas divisões de ambientes pode ajudar na iluminação do local, o que acaba por economizar nos gastos finais de energia.

Existem opções de diferentes cores e formatos no mercado. Ou seja, essas peças não só são funcionais, mas também decorativas, já que deixam o ambiente cheio de personalidade.

• Leia mais: Decoração com cobogó: 21 ideias para todos os cômodos

10. Utilize luminárias solares no jardim

Uma das partes da casa que mais tem incidência de sol é, certamente, o jardim. Se as plantas precisam dele para o seu desenvolvimento, você também pode aproveitar isso para instalar luminárias que funcionam com a energia solar.

Basta que as luminárias solares sejam posicionadas num local que tenha contato direto com a luz do sol, fincadas ou apenas apoiadas. Durante o dia, elas vão absorver a energia e, ao entardecer, quando não houver mais luz no ambiente, se acenderão automaticamente.

11. Use refletores, cordões de luz ou balizadores de LED na área externa

Como as áreas externas precisam de mais iluminação durante a noite, outra dica é apostar em refletores, cordões de luz ou balizadores de LED. Além de iluminarem bem as varandas e jardins, irão contribuir muito para a economia de energia.

12. Deixe as janelas e portas bem fechadas quando estiver com ar-condicionado (ou aquecedor) ligado

Devido ao gasto excessivo de energia elétrica, o ideal é utilizar ventilador, ao invés do ar-condicionado. Porém, em algumas cidades, ainda mais no verão, é difícil viver sem um, né? Então, antes da compra, verifique se o seu aparelho possui o selo “A” de economia.

Além disso, evite sair e entrar toda hora no ambiente com ar-condicionado ou aquecedor. Afinal, a passagem de ar impede o melhor funcionamento dos aparelhos, que precisarão trabalhar mais e, logo, consumir energia em excesso.

13. Coloque aquecimento solar no banheiro

Não é novidade para ninguém que o chuveiro elétrico é um dos principais vilões da conta de luz, por consumir bastante energia elétrica. A boa notícia é que existe uma solução para isso entre os produtos que usam energia solar para funcionar: os aquecedores solares.

Eles são divididos em duas partes: a placa coletora e o boiler. A primeira fica instalada no telhado e tem como função principal absorver a radiação da luz solar. A radiação é responsável por aquecer a água que fica na segunda parte, o boiler, e vai diretamente para o chuveiro, sem a necessidade de resistências elétricas.

Outra dica da Rafa Oliveira é tomar banhos mais rápidos, especialmente se o chuveiro estiver no modo inverno. Vale até colocar um cronômetro, para conferir o tempo e não perder a hora embaixo da água quentinha!

14. Opte por aparelhos com selo de economia de energia

Os aparelhos que não possuem o selo “A”, de economia de energia, podem consumir até 40% a mais do que os que têm. Portanto, antes de fazer uma compra, é muito importante checar esse adesivo.

Caso você tenha eletrodomésticos antigos, que ainda não vinham com esse selo de economia, vale repensar se já não é o caso de trocar, para economizar a longo prazo.

15. Faça a manutenção da sua geladeira e ar-condicionado

Caso sua geladeira ou ar-condicionado não estejam funcionando bem, irão gastar mais energia elétrica. Portanto, faça a manutenção constantemente, que pode ser, por exemplo, trocar a borracha da porta da geladeira para deixá-la completamente vedada.

16. Seque as roupas no varal, antes da máquina

As máquinas de secar roupas gastam bastante energia e, portanto, devem ser usadas com moderação. A dica da Rafa Oliveira é deixar as roupas por um tempinho no varal, antes de colocá-las na secadora. No verão, o recomendado é nem usar essa função, e deixar as peças secarem naturalmente, se possível.

17. Aproveite a luz natural da sua casa

Quanto mais luz natural você usar na sua casa, menos precisará ligar lâmpadas e gastar mais energia. Nesse sentido, deixar as persianas abertas durante o dia e apostar em cortinas em tons mais claros também pode contribuir para a passagem da luz.

18. Opte por paredes em tons claros

Assim como as cortinas, as paredes em tons mais claros refletem melhor a luz. Assim, você evitará acender lâmpadas sem necessidade e economizará nos gastos de energia.

19. Diminua o uso do ferro de passar

Um dos aparelhos que mais gasta energia elétrica é o ferro de passar. Por isso, é melhor que ele seja utilizado com moderação e, de preferência, de uma vez só. Ou seja, ao invés de ligar o aparelho toda vez que precisar passar uma roupa, deixe para usá-lo em uma leva maior de peças ao mesmo tempo.

20. Otimize o uso dos seus eletrodomésticos

A dica sobre otimizar o uso do ferro de passar serve para outros eletrodomésticos. Por exemplo, ao invés de lavar pequenas quantidades de roupa ao longo da semana, otimize o uso da máquina lavando uma quantidade maior de peças de uma vez só.

21. Retire os aparelhos da tomada antes de dormir

Sabia que, mesmo se não estiverem sendo usados, os aparelhos continuam consumindo energia, se estiverem plugados na tomada? Portanto, se deseja economizar até 12% na conta de luz, retire todos os cabos da tomada, antes de dormir, ou quando não estiver em uso. Vale até mesmo para micro-ondas e modem da Internet!

22. Evite o uso de energia em excesso no horário de pico (18-21h)

Outro jeito de economizar na conta de luz é optar pela Tarifa Branca. Basta evitar os horários de pico de demanda, entre 18 e 21h, quando mais pessoas estão voltando do trabalho e querem tomar banho e usar eletrodomésticos.

Quanto mais gente usando energia elétrica, maior será a tarifa. Porém, com essa modalidade, você pode deslocar o seu consumo para outros horários e gastar menos.

23. Preste atenção nos produtos ecoeficientes

Os equipamentos produzidos para ajudar você a utilizar menos recursos naturais são chamados ecoeficientes. Esses produtos que ajudam a economizar energia elétrica geralmente recebem o selo Procel (Programa Nacional de Conservação de Energia Elétrica), porque possuem os melhores níveis de eficiência energética.

Quer ficar por dentro do assunto? Confira o vídeo abaixo!

Gostou das nossas dicas de como economizar energia elétrica? Então, comente aqui quais dessas você já segue e quais não entraram na nossa listinha, mas já faz parte da sua rotina!

Leia mais:

Projeto Casa Sustentável: dicas de arquitetura e decoração ecologicamente corretas

18 produtos sustentáveis e responsáveis para sua casa

Coberturas e telhas transparentes: mais luz natural para a sua área externa

Como montar sua casa inteligente?

30 projetos de iluminação para te inspirar

Luz branca ou amarela: qual é a melhor para cada ambiente

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo