Como fazer

Como refrescar ambientes quentes nos dias de verão? saiba o que fazer para diminuir o calor

Como refrescar ambientes quentes nos dias de verão: arquiteta indica mudanças que você pode fazer para diminuir o calor

Dependendo da região que você more, no verão não tem jeito: o calor extremo vai te atingir. Nem sempre ventiladores funcionam da melhor forma possível e o uso constante de ar condicionado pode deixar a conta de luz um pouco pesada. Que tal tentar algumas mudanças pequenas para aliviar o desconforto nessa época do ano? O Casa de Verdade conversou com a arquiteta Claudia Marandino e descobriu algumas dicas preciosas para refrescar ambientes quentes – confira:

Como refrescar ambientes quentes nos dias de verão: arquiteta indica mudanças que você pode fazer para diminuir o calor

Não construiu ainda? Cuidado com o posicionamento das janelas

Para aqueles que ainda estão planejando a construção da casa, é importante pedir ao profissional responsável pela obra alguns cuidados: “na hora de construir, o posicionamento das janelas pode contribuir para a melhor circulação de ar. Avaliar a posição do sol na hora de projetar e criar vãos em paredes opostas favorece a ventilação do ambiente”, diz Claudia. Já está tudo construído? Não se desespere – além das dicas abaixo, algumas outras mudanças em média escala podem ser feitas: “em apartamentos prontos, não temos como modificar os vãos, mas devemos ter atenção ao mobiliário, para que não impeça essa circulação”, explica.

Como refrescar ambientes quentes nos dias de verão: arquiteta indica mudanças que você pode fazer para diminuir o calor

Cuidado com as cores e tecidos

De acordo com a especialista, a ideia de que “branco refresca” não é lenda urbana: “as cores influenciam na temperatura do ambiente, não só do ponto de vista psicológico, mas realmente pela absorção maior ou menor de calor. Cores escuras, vermelhos e laranjas tendem a tornar os ambientes mais quentes. Prefira o branco e os tons mais claros se quiser maior sensação de frescor”, ensina a arquiteta. Essa lógica pode ser aplicada tanto nas paredes quanto em grandes outros objetos, mas tome outro cuidado: “evite também cortinas pesadas, tecidos muito quentes (como veludos ou algo muito sintético) nos estofados e tapetes muito espessos”, diz Claudia. Em termos de luz, evite as amareladas – de acordo com arquiteta, “ trocar as lâmpadas antigas por LED diminui consideravelmente o aquecimento. Um projeto de iluminação adequado, sem excessos, valoriza os ambientes internos e ajuda no conforto térmico da casa”, conta.

Deixe tudo mais fresco com isolamentos térmicos

Não é segredo que isolamento térmico é uma das coisas que pode melhorar bastante a sua qualidade de vida. Quando falamos de custo benefício e facilidade de instalação, a arquiteta diz: “podemos utilizar mantas de isolamento térmico entre as telhas e o madeiramento ou rebaixos de teto em materiais isolantes. Existem também tintas isolantes para a pintura das telhas que são muito eficientes, baixando a temperatura interna da construção”, revela. Esse é um excelente investimento, mas, caso a grana esteja curta, algumas soluções mais “naturais” também são possíveis: “plantas e espelhos d’água podem refrescar o ambiente e criar áreas de sombra nas áreas externas da casa. No interior, brises e persianas nas janelas também são indicados, por diminuir a insolação permitindo a ventilação”.

Dica extra

Tem ventilador em casa? É bem comum que nos dias mais quentes ele ventile um ar morno e pesado – mas tem solução! Deixe seu aparelho próximo a um local ventilado, como a janela. Coloque, então, um balde com muito gelo na frente dele. Assim, você vai ter um ar extremamente refrescante – mesmo nos piores dias do ano!

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo