Confira os tipos de grama mais comuns e indicações!

Publicidade Cupom Leroy Merlin

Você pode escolher espécies de flores lindas para cultivar em vasos ou mesmo direto no solo. Mas, quando planta um tapete de grama que forra o jardim de um lado a outro, percebe o poder de destacar o ambiente e conceder frescor a ele. Se você deseja criar esse efeito único na área externa, precisa conhecer os tipos de grama disponíveis.

Para te ajudar na escolha desse elemento tão importante, mostraremos a seguir os tipos de grama mais comuns e que trazem um efeito belíssimo, seja pela cor ou pelo tipo de folha. Continue a leitura para descobrir!

Leia também:

Ideias de jardim: + de 50 inspirações para a sua casa

10 árvores frutíferas pequenas para ter no seu quintal

Quais os principais tipos de grama?

Se você acreditava que existia apenas um tipo de grama, como a dos campos de futebol, se enganou. Existem modelos com folhas e peculiaridades diferentes, bem como adequados para diferentes climas, de secos a mais frios. Confira, a seguir, os principais tipos de grama e suas especificidades.

Grama Batatais (Paspalum notatum)

A grama Batatais também é chamada de grama de pasto, grama mato grosso ou forquilha. Ela é muito comum no Brasil e pode ser usada tanto em jardins quanto como cobertura para solos mais pobres em nutrientes.

As folhas da grama Batatais têm coloração verde clara e são mais duras do que as outras. Para que se desenvolvam adequadamente, precisam de bastante sol.

A grama Batatais é bem resistente a secas, pragas e pisoteios, sendo, portanto, ideal para áreas externas de casas, áreas de passagem e espaços públicos.

Grama Zeon Zoysia (Zoysia matrella)

Com folhas finas e escuras, a grama Zeon Zoysia tem crescimento lento e, por isso, não exige tantas podas e manutenções, sendo indicada para quem não está disposto a ter esse tipo de trabalho.

Ela pode ser utilizada em jardins, mas é preciso ter cuidado para que toda a sua área receba sol pleno.

Grama Geo Zoysia (Zoysia matrella)

A grama Geo Zoysia é a que tem as folhas mais finas de toda a família Zoysia. Seu crescimento é lento e ela precisa de sol pleno para se desenvolver corretamente. Além disso, ela se dá muito bem em solos salinos, sendo indicada para jardins de casas de praia ou perto do mar.

Grama São Carlos (Axonopus sp)

Entre as espécies, a grama São Carlos é uma das mais procuradas, porque tem folhas largas e lisas. Além disso, ela possui um verde vibrante, quando o sol bate, e ganha outra tonalidade quando a sombra chega.

Se preferir, ainda existe uma variação com margens branco-creme nas folhas. Essa espécie pode ser usada no jardim de casa, na cidade ou no campo.

Semente de grama São Carlos da marca Feltrin

Grama Esmeralda (Zoysia japonica)

Há também a grama Esmeralda, que é linda por possuir folhas estreitas, pequenas e pontudas em um tom verde bem forte. Cai bem em condomínio e playgrounds porque, se cuidada corretamente, fica macia e bem densa.

Ela, no entanto, não aguenta tráfego intenso, nem muita sombra. Portanto, preste atenção no ambiente que deseja colocá-la antes da decisão.

Grama Esmeralda Imperial (Zoysia japonica)

As folhas da grama Esmeralda Imperial são mais largas e maiores do que as da grama Esmeralda comum. Justamente por isso elas são mais resistentes à seca.

A grande vantagem desse tipo de grama é que ela cresce pouco e, portanto, exige menos trabalho com poda e manutenção.

Ela é ideal para quem não abre mão de um visual bonito na área externa da casa, mas não quer se dedicar tanto ao cuidado com o gramado.

Grama Santo Agostinho (Stenotaphrum secundatum)

A grama Santo Agostinho também tem como característica folhas lisas, estreitinhas e sem pelos. A cor? Verde-escura. Ela fica perfeita em casas – principalmente as de praia – e até em empresas, porque forma um gramado fechado.

Atente-se ao clima do ambiente, porque ela adora sol forte e, às vezes, uma meia-sombra. Não esqueça de adubá-la a cada seis meses e faça regas com frequência. Além disso, ela vai bem com a maresia, mas não se dá bem com frio.

• Leia também: Qual a diferença entre adubo e fertilizante [guia completo]

Grama Bermudas (Cynodon dactylon)

A grama Bermudas tem, entre suas principais características, folhas elegantemente estreitas e uma tonalidade de verde bem intensa. Um ponto importante para você saber: ela cresce rápido.

Ela também resiste a pisadas, e tem um poder de regeneração impressionante. Por isso, é a mais indicada para campos de futebol e quadras de esportes, como tênis. Funciona bem em playgrounds também.

Semente de grama Bermudas da marca Feltrin

Grama Celebration (Cynodon dactylon)

A grama Celebration é uma das mais utilizadas em campos de futebol aqui no Brasil. As folhas são finas, de cor verde azulada e muito tolerantes ao pisoteio, além de rápido crescimento.

Esse tipo de grama pertence ao grupo das gramas Bermudas e, por isso, também tem propriedades que auxiliam na recuperação de solos degradados.

Grama Sunday (Cynodon dactylon)

Outro tipo de grama Bermuda, a grama Sunday é muito resistente e forma gramados de alta performance, com baixa necessidade de manutenção. Nos Estados Unidos, ela é muito utilizada em campos de golfe.

Aqui no Brasil, elas são mais utilizadas em jardins.

Grama Coreana (Zoysia tenuifolia)

A grama Coreana possui folhas estreitas, miúdas e pontudas. Ela se adapta bem em jardins residenciais, empresas e campos de golfe, formando gramados uniformes e lisinhos.

Essa grama adora sol intenso, solos férteis, adubações semestrais e irrigações regulares. Porém, ela não aguenta épocas de secas fortes, nem tráfego intenso.

• Leia também: Quais os principais sistemas de irrigação para jardim e como eles funcionam

Grama Amendoim (Arachis repens)

Esse tipo de grama possui uma textura diferente e, portanto, é mais utilizada como forragem e ornamental. Uma vantagem é não precisar de podas frequentes, além de formar delicadas flores amareladas que contribuem para o efeito decorativo.

Nativa do Brasil, ela não é muito resistente ao pisoteio, então não é recomendada para tráfego intenso. Apesar de aguentar regiões secas, não se adapta a geadas e climas frios.

Grama Preta (Ophiopogon japonicus)

Outro tipo de grama de forração é essa com tonalidade mais escura e folhas finas. Por também ser mais decorativa, pode ser utilizada em canteiros e diferentes projetos de jardinagem.

Assim como a grama amendoim, ela não resiste bem a pisoteios e também não necessita de poda periódica. Ela se adapta bem a regiões secas, de sol forte, meia-sombra e sol pleno.

Grama sintética

Se deseja colocar grama na área externa, mas busca praticidade e economia de água, a grama sintética de jardim pode ser a sua escolha preferida. Com o avanço da tecnologia, esse tipo de grama já é bem semelhante ao natural, e dá outra cara para o ambiente.

Outra vantagem da grama artificial é que possui diferentes modelos, com folhas bem verossímeis, para todos os gostos e bolsos. Além disso, a limpeza regular é fácil, assim como a instalação, que pode ser feita por conta própria.

Para tirar suas dúvidas quanto aos modelos de grama sintética, elaboramos este vídeo especial no canal Leroy Merlin Brasil. Confira abaixo!

• Leia também: Como instalar grama sintética em qualquer tipo de piso?

Qual a importância da grama?

Sem dúvidas, um gramado bem cuidado acrescenta muita beleza e exuberância ao ambiente. Mas você sabia que a importância da grama vai além da função decorativa?

Ao forrar o solo, a grama funciona como um controlador do escorrimento de água, facilitando a drenagem e evitando alagamentos e enxurradas. Isso acontece porque quando você planta qualquer tipo de grama no solo, cria áreas que permitem a infiltração de água.

Por esse mesmo motivo, o gramado também protege o solo da erosão.

Outro papel do gramado é a purificação da água no momento da infiltração. Nesse processo, a planta absorve impurezas e outras substâncias que possam contaminar o lençol freático.

A grama também funciona como reguladora da temperatura. Em dias quentes, ela pode ter temperaturas até 17°C mais amenas que o asfalto e 8°C a menos que o solo exposto.

Por fim, o gramado absorve gás carbônico e libera oxigênio. Um gramado de 230 m² pode liberar oxigênio o suficiente para uma família de quatro pessoas!

Dicas para escolher o melhor tipo de grama de jardim

Agora que você já conhece os principais tipos de grama, deve estar se perguntando qual deles é o mais adequado para o seu jardim. Para fazer essa escolha, você precisará considerar alguns fatores, como as necessidades do ambiente, o seu objetivo e o seu gosto pessoal.

Para ajudar, trouxemos algumas dicas!

Análise a quantidade de sol que o gramado receberá

Enquanto alguns tipos de grama se adequam melhor com a exposição ao sol, outros prosperam em regiões de sombra. Portanto, na hora de escolher a melhor opção para sua área externa, leve em consideração a necessidade da luz solar para o crescimento saudável.

Avalie o tráfego de pessoas na grama

Outro ponto importante a ser considerado é a quantidade de pisoteio ou tráfego de pessoas. Alguns tipos de grama mais delicados, com função mais decorativa, podem ser usados apenas em canteiros ou projetos de paisagismo.

Porém, se deseja realizar festas e receber pessoas no gramado, escolha gramas resistentes ao pisoteio. O mesmo serve para atividades físicas, como gramado para jogos de futebol.

Pense na frequência da poda

Grande parte das gramas naturais precisa de poda regular, ou seja, assim que as folhas começam a crescer. Porém, alguns modelos com função mais decorativa não precisam de cortes periódicos, como a grama Amendoim ou a Preta.

A manutenção da maioria dos tipos de grama é simples: rega frequente e poda, quando se percebe que ela está crescendo muito. O restante é curtir o visual que terá em seu jardim.

Escolha entre uma grama natural ou sintética

A grama sintética é uma ótima pedida para quem mora em apartamento, ou para quem possui crianças e pets em casa. Além da facilidade de limpeza e manutenção, ela é tão versátil que pode ser colocada sobre o piso ou até na parede, com fins decorativos.

Sua instalação também pode ser feita por conta própria, o que economiza nos gastos de obra. Portanto, na hora de escolher entre a grama natural ou artificial, considere que a segunda opção pode ser mais fácil de colocar e cuidar no dia a dia.

Quais os tipos de grama para campo de futebol

Na hora de escolher a grama para campo de futebol, alguns cuidados precisam ser tomados. Afinal, é uma área com grande tráfego e pisoteio, o que exige maior resistência das folhas.

Além de ser mais durável, a grama precisa abranger uma área maior que a de um jardim. Portanto, é interessante que ela tenha um preço mais acessível.

Levando esses fatores em em consideração, os dois tipos de grama mais adequados para campo de futebol são:

Grama esmeralda

Grama Bermudas

Agora que você já sabe os tipos de grama para jardim ou campo de futebol, separamos algumas perguntas mais comuns sobre o assunto. Confira, para não restar nenhuma dúvida!

Existe grama que não precisa podar?

A única grama que não cresce e não precisa de poda é a grama sintética. Porém, algumas naturais, com função mais decorativa, também não necessitam cortes periódicos, como é o caso da grama Amendoim e da grama Preta.

Outro tipo de grama que não precisa de corte muito regular são as com crescimento lento ou que se mantêm mais curtas naturalmente, por causa do pisoteio. Alguns exemplos são a grama Esmeralda, São Carlos e Santo Agostinho.

Qual o melhor tipo de grama para a sombra?

Em relação à incidência de sol, o melhor tipo para a sombra é a grama São Carlos. Outro modelo que tolera bem a sombra é a grama Preta, que normalmente possui função mais decorativa, como em canteiros da casa.

Qual grama que não cresce?

Todas as gramas crescem, exceto as sintéticas. Porém, as gramas Esmeralda e a São Carlos possuem crescimento mais lento e, portanto, são ideais para quem não quer tanto trabalho de manutenção.

Qual é o melhor tipo de grama para quintal?

O melhor tipo de grama para quintal vai depender da sua preferência pessoal (por exemplo, o formato das folhas) e necessidade do ambiente (como a incidência de sol). Um dos tipos mais populares para o quintal é a grama Esmeralda, que possui fácil manutenção e se adapta bem ao calor brasileiro.

Qual a grama que dá menos trabalho?

Batatais é um dos tipos de grama com menos necessidade de manutenção, principalmente pela sua boa resistência ao clima, pisoteios e pragas. Justamente por isso, esse é o tipo de grama mais usado em áreas públicas e áreas de passagem.

Entretanto, há outros tipos de grama que também exigem pouca manutenção, como a Zeon Zoysia e a Esmeralda imperial.

Qual é a grama mais macia?

A grama Esmeralda é considerada a mais macia, além de ser bastante resistente ao pisoteamento. A grama Coreana, apesar de menos resistente, também forma um gramado macio, que se assemelha a um tapete felpudo.

Conclusão

A grama do vizinho não precisa ser mais verde que a sua, não é? Basta escolher o tipo de grama que mais se adequa às suas necessidades. Se tiver alguma dúvida nesse processo, é só enviar nos comentários!

Leia mais:

Jardim e Varanda: melhores produtos com até 70% OFF na Semana do Consumidor

Conheça as melhores marcas de roçadeira para as suas necessidades!

Dicas para escolher cortador de grama ideal para cuidar do jardim

Qual a diferença entre terra, substrato e condicionador de solo?

13 Tipos de vasos para plantas

Feng Shui: as melhores plantas naturais para cada cômodo da casa

Publicidade Saldão Leroy Merlin

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo