Jardim e Varanda

Confira as melhores dicas para fazer manutenção de jardim!

Uma das maiores alegrias de uma casa é sua área externa. É lá onde as reuniões de família vão acontecer com mais frequência, e o jardim será palco de muitas alegrias entre você e seus amigos.

Um jardim bem cuidado é um convite para a contemplação, para um momento de comunhão com a natureza e é lá onde se veem brotar e crescer suas plantinhas. Mas, afinal, como fazer a manutenção do jardim?

Manter suas plantas bem cuidadas, nutridas e saudáveis requer dedicação. Você pode contar, inicialmente, com um paisagista, com um jardineiro ou você mesmo botar a mão na massa.

Enquanto o paisagista dedica-se à arte de planificar, conceber e conservar áreas verdes e jardins, ele também faz combinações estéticas no terreno, tornando-o mais harmônico e potencializando a presença de seres vivos, como plantas, flores e árvores, elementos naturais, como lago ou um riacho, e edificações.

Já o jardineiro executa o que o paisagista planeja. Você pode contratar uma empresa para manutenção de jardim ou, com gosto pelas plantas, curiosidade e vontade de cuidar das verdinhas, você mesmo pode botar a mão na massa e se dedicar a cuidar do seu jardim.

Para ajudá-lo nessa tarefa, conversamos com o paisagista Luciano Zanardo (@zanardopaisagismo) e Karen Marini, paisagista da Leve Onde Flor (@leveondeflor), que nos contam alguns segredinhos sobre como fazer a manutenção do seu jardim.

É sobre isso que você vai ler a seguir.

Outra dica: facilite sua vida e invista em produtos para jardinagem e acessórios para manutenção de jardim para ter plantas bonitas e bem cuidadas. Com um kit de jardinagem específico, você terá um jardim com plantas saudáveis e, com as ferramentas ideais, terá facilidade em montar o jardim e praticidade em mantê-lo, cuidando de suas flores e plantas.

Continue a leitura para descobrir as principais dicas de como fazer a manutenção de jardim de forma correta. Assista também a este vídeo tour do canal Leroy Merlin Brasil no qual os meninos do Folha Paisagismo (@folhapaisagismo) passeiam pela loja dando dicas dos melhores produtos de jardinagem e das melhores plantas para apartamento. Confira!

Leia também:

Ideias de jardim: + de 50 inspirações para a sua casa

Como fazer iluminação de jardim: conheça os principais tipos

O que é a manutenção de jardins?

Segundo o paisagista Luciano Zanardo, a manutenção do jardim é uma atividade essencial para o bom desenvolvimento e a beleza das plantas, de extrema importância no paisagismo e jardinagem.

A manutenção do jardim precisa ser realizada, no mínimo, uma vez ao mês, quando são verificados os seguintes itens: retirada das folhas velhas e mortas de plantas herbáceas e palmeiras para que as folhas jovens possam brotar com mais vigor; poda de arbustos; poda de árvores, mediante autorização da Prefeitura; e corte da grama.

Dessa forma, o projeto paisagístico original será mantido e os procedimentos acompanharão a evolução e o crescimento das plantas.

Qual a importância da manutenção de jardim?

A manutenção do jardim é importante para assegurar às plantas os nutrientes necessários para o seu desenvolvimento, a observação das regas, adubação, poda e retirada de folhas velhas e secas.

Fazer a manutenção correta do jardim também garante que o projeto paisagístico original seja preservado e as plantas possam se desenvolver com saúde.

“A manutenção de jardim é extremamente importante para quem deseja manter a beleza e a saúde da área verde. O jardim é um local que nos conecta com a natureza, trazendo benefícios para nossa saúde, bem-estar e qualidade de vida”, afirma Luciano.

Projeto do paisagista Luciano Zanardo e foto de J. Vilhora

Como fazer manutenção de jardim?

“A rotina diária de uma manutenção de jardim vai depender de quantas vezes na semana será realizada a manutenção. Caso a manutenção seja realizada diariamente, o básico a ser realizado será rega, limpeza de folhas secas, limpeza dos canteiros. Importante ressaltar a adubação, que poderá ser trimestral, e o combate às pragas e doenças”, recomenda o paisagista Luciano Zanardo.

Para Karen Marini, um jardim está sempre em constante crescimento e desenvolvimento. A manutenção dele se faz necessário, pois além do aspecto estético é importante mantê-lo saudável.

“Para isso, executamos visitas periódicas de manutenção, dependendo da necessidade de cada jardim e cliente, para serviços como podas, adubação, aplicação de fertilizantes, condicionador de solo, controle de pragas e limpeza”, explica.

Estabeleça um cronograma de manutenção de jardim, para não se esquecer de nenhum procedimento.

Cuidados diários

Para estabelecer uma rotina na manutenção de jardins, é preciso observar cada espécie e compreender quais as necessidades de cada uma.

“Devemos saber o que cada planta necessita, a quantidade e periodicidade da aplicação de insumos. Isso é fundamental para o bom desenvolvimento”, alerta Karen.

• Leia também: Qual a diferença entre terra, substrato e condicionador de solo?

Rega

Luciano recomenda que os melhores períodos para regar as plantas são as primeiras horas da manhã e no final da tarde, após as 15 horas.

“Evite molhar as plantas em horários muito quentes, pois a água evapora muito rápido. Regar a noite também não é indicado, pois a absorção da água é menor, fazendo com que as folhas demorem muito para secar. Importante ter um sistema de irrigação automatizado para viabilizar a manutenção!”

Existem diversos modelos de sistemas de irrigação e cada um envolve produtos distintos. Uma das formas mais comuns de irrigar plantas é utilizando uma mangueira para jardim, que é prática e simples, permitindo executar a tarefa conforme a necessidade de água de cada espécie.

Outros produtos para irrigação são os aspersores, que são fixados ao solo e ligados à uma mangueira. Quando acionados, eles bombeiam a água, fazendo diferentes movimentos para que a água caia sobre a plantação.

Outro equipamento interessante, principalmente para quem não tem tempo de fazer a rega manualmente, é o programador de irrigação. Estes temporizadores são programados para serem acionados e desligados automaticamente.

Você pode conferir como montar um sistema de micro-irrigação assistindo ao vídeo abaixo:

• Leia também: Quais os principais sistemas de irrigação para jardim e como eles funcionam

Podas

Para Luciano, a poda constitui uma das operações fundamentais, e consiste na eliminação periódica de uma das partes dos ramos das plantas ornamentais ou frutíferas.

O corte deve ser realizado em diferentes momentos, segundo as características e a utilização das diferentes plantas, para modificar ou regular o aspecto e a floração.

• Leia também: Top 10 melhores cortadores de grama para comprar em 2023!

Adubação

“Faça a adubação quando as plantas necessitarem dos nutrientes e seja específico com suas necessidades”, recomenda Luciano. Durante o crescimento, dê atenção à quantidade equilibrada de nitrogênio, fósforo e potássio (NPK), para um crescimento vigoroso.

Já em momentos como floração e frutificação, leve em consideração a redução do nitrogênio e o aumento de fósforo e potássio, importantes nessa fase.

• Leia também: Qual a diferença entre adubo e fertilizante [GUIA COMPLETO]

Transplante

As dicas são de Luciano: antes de fazer um transplante deve-se executar um plano que leve em consideração questões como as que se seguem: a planta é adequada ao tipo, textura e pH da terra apresentada no local escolhido? O clima será o apropriado? Ela recebe a quantidade adequada de sol ou de sombra? Fica protegida ou exposta a ventos?

A planta caberá no local ou vai crescer demasiado? Ficará bem ao lado das suas novas vizinhas, ou o tamanho, forma e cor das folhas e flores ficam melhor numa área diferente do jardim? Haverá água disponível? Que condições de manutenção se poderão garantir?

Não deve haver receio de mudar uma planta que não se está a desenvolver convenientemente, por estar no local errado. Essa planta terá mais hipóteses de sobrevivência se for mudada do que se for deixada no lugar de origem.

A primavera e o outono são as melhores estações para transplantar. O fator mais importante no transplante é evitar o mínimo possível de estragos nas raízes. As plantas jovens e pequenas são mais fáceis de transplantar do que as mais velhas e as mais enraizadas.

Ervas daninhas

Existem alguns equipamentos específicos de jardinagem para a remoção de ervas daninhas, como os extratores ou herbicidas.

Uma outra maneira seria manualmente. Entretanto, tirando com a mão existe grande chance de permanecerem sempre bulbos e raízes (o que faz com que elas voltem a crescer futuramente).

Caso isso aconteça, recomendamos que seja consultado um profissional da área, pois são plantas indesejadas, que proliferam com facilidade e prejudicam o solo.

Espécies

Cada jardim é um mundo à parte. Assim, são infinitas as possibilidades de combinações de espécies, a depender do clima, da incidência de sol e do gosto do dono da residência.

Neste jardim da paisagista Karen, as espécies fazem parte de uma paleta de paisagismo tropical e, assim sendo, foram incluídas plantas características dessa proposta como palmeiras, filodendros, grama amendoim e agapanthus.

“Em jardins desse tipo gosto de incluir espécies frutíferas, hortaliças ou orquidários – se esse também for o gosto do cliente”, explica.

“A manutenção é feita no dia a dia – primeiramente com a instrução de quem irá se responsabilizar pela rega daquele jardim. Depois, existem as manutenções periódicas de poda, reposição de nutrientes, entre outras necessidades de um jardim bem cuidado!”, complementa a paisagista da Leve onde flor.

Projeto da paisagista Karen Marini

Pragas

“Para o combate de pragas, cochonilhas, lagartas, ácaros e formigas, utilizamos sempre produtos orgânicos que são fabricados a partir de elementos do próprio meio ambiente e são, portanto, pouco nocivos no longo prazo – além de serem sustentáveis”, afirma Karen.

Quando se faz necessário esse tipo de tratamento, ele ocorre uma vez por semana até a erradicação efetiva do elemento indesejado. Em jardins que estão com os cuidados e rotinas de jardinagem em dia, o combate é mais garantido.

Caso não, a aplicação de inseticidas mais fortes e combativos entram em cena e o procedimento varia para cada um deles. Recomendamos que sejam seguidas as instruções do fabricante para evitar um fortalecimento desses invasores.

Tome cuidado com lagartas, fungos, pulgões e formigas, que podem comprometer o sucesso do seu jardim. Por isso, utilize também produtos que possibilitem o controle de pragas para proteger suas plantas.

Você pode conferir mais dicas para eliminar pragas de seu jardim assistindo a este vídeo especial do canal Casa de Verdade com o paisagista Randall, do @vilaninatv. Veja:

• Leia também: Melhores produtos para controle de pragas

Cochonilhas

São pequenos insetos com apenas de 3 a 5 milímetros de comprimento corporal e coloração acastanhada ou amarela, que sugam a seiva das plantas, podendo atacar troncos, ramos, folhas e frutos.

Quando o ataque é intenso, as plantas se enfraquecem e morrem. Para combatê-la, pode-se retirar os ramos, folhas e frutos atacados. Se necessário, pode-se utilizar o controle químico.

Lagartas

Lagartas são larvas de insetos, em fase inicial da metamorfose, e depois de um tempo se transformarão em borboletas, mariposas ou outros insetos da ordem Lepidoptera. Dependendo da espécie, as lagartas assumem características físicas distintas umas das outras.

Combata as lagartas da planta inspecionando o caule e as folhas. Remova os insetos com uma pinça ou usando luvas e, em seguida, pulverize inseticida biológico, normalmente a base de Bacillus thuringiensis, caulim e dióxido de silício.

Outra solução é a fita adesiva para árvores anti formigas e lagartas kairós, que contém uma cola especial, feita de resinas e ceras naturais que preserva árvores frutíferas e ornamentais contra pragas que sobem caminhando ou rastejando pelo tronco.

Ácaros

Os ácaros se alimentam das partes aéreas e subterrâneas das plantas e podem destruir as plantas. É preciso identificar corretamente a praga para atuar no seu controle.

Existem produtos no mercado que combatem os ácaros, protegem contra fungos e fortalecem o metabolismo das plantas. Este Fungicida Cobre, da Forth, não precisa ser misturado em nenhum outro produto, pois já é comercializado pronto para o uso.

A pulverização deve ser realizada com cobertura total em todas as partes da planta, além de ser indicado fazê-la com tempo não chuvoso e nos horários mais frescos do dia.

Pode ser aplicado em plantas como bromélias, cactos, coqueiros, eucaliptos, frutas, hortaliças, orquídeas, palmeiras, rosas do deserto, samambaias e suculentas.

Fungicida Líquido Forth

Formigas

Formigas atacam quase todas as espécies de plantas, podendo causar a desfolha total e até a morte. Elas podem atacar mudas ou árvores adultas.Produtos como Straik mata formiga são uma isca desenvolvida especificamente para o controle de formigas domésticas, muito comuns em áreas urbanas.

Não é tóxico e não tem cheiro. É altamente atrativo e eficaz, matando a rainha e toda a colônia. Acaba com a infestação em apenas 24h.

Formicida Gel Mata Formiga 10g Straik

Qual o valor para cuidar de um jardim?

Segundo Karen, o preço médio de uma manutenção de jardim é bastante relativo e considera fatores como as necessidades específicas do jardim e o seu tamanho.

Porém, considerando uma manutenção simples de vasos de plantas em ambientes internos, por exemplo, o preço mínimo fica em torno de R$ 200,00.

Conclusão

Encontre o produto ideal para seu jardim, com o melhor preço, na Leroy Merlin. Aproveite nossas ofertas e garanta mais beleza e praticidade para seu jardim!

Leia mais:

Veja 13 Tipos de vasos para plantas e saiba como escolher

Como cuidar de Lírio da Paz (luz, rega e mudas)

Tipos de cerca para jardim (cercar espaços e proteger de insetos)

10 árvores frutíferas pequenas para ter no seu quintal

70 ideias de decoração para área externa

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo