Decoração e Tendência

Cortina ou persiana? 5 dicas para te ajudar a escolher

Quem achava que cortinas e persianas eram itens apenas decorativos, se enganou. Elas cumprem outras funções, como deixar a casa mais aconchegante, melhorar a iluminação do espaço e aumentar a durabilidade dos móveis.

E, se você mora em apartamento, ela pode até garantir mais privacidade aos moradores da casa.

Por isso, na hora de escolher entre cortinas ou persianas é importante entender exatamente o que você busca no produto. E, depois, conhecer as diferenças, as características técnicas, além das vantagens e desvantagens de cada um.

Por isso, separamos as melhores dicas para te ajudar nessa decisão. Continue a leitura para descobrir qual delas é melhor para a sua casa!

Leia também

50 dicas para decoração de sala pequena

Cortina ou persiana: qual a melhor escolha?

Na hora de escolher entre cortina ou persiana, é preciso ter em mente alguns fatores. Alguns deles são: o estilo da decoração, o espaço onde quer colocar a peça, o índice de luminosidade que deseja e o objetivo do item decorativo.

À esquerda Cortina Missoni Mescla Cinza, à direita Persiana de Rolo Blackout Milano

Cada ambiente vai exigir um tipo, de acordo com esses pontos. Porém, os dois tipos de cortina podem até ser usados juntos, para um charme extra e obter as vantagens de cada.

Outro benefício de mesclar cortinas com persianas é que melhora a acústica do ambiente. Então, se você mora em uma rua com muito ruído, essa combinação pode ser ótima.

5 dicas para escolher entre cortina ou persiana

Embora a escolha entre cortinas e persianas seja muito pessoal, separamos algumas dicas, caso esteja muito difícil decidir. Vale lembrar que o mais importante é que o ambiente transmita sua personalidade, mas sabemos que não é fácil decidir entre tantas opções!

1. Pense na decoração

Em relação à decoração, no geral, as persianas podem dar um ar mais moderno ao ambiente. Já as cortinas, tendem a produzir um efeito mais clássico e tradicional.

Persianas costumam deixar o ambiente com um ar mais moderno

Alguns estilos de decoração, como boho e rústico, são mais versáteis. Ou seja, tanto uma cortina, quanto uma persiana, se adaptam bem. Então, a escolha vai depender muito da composição do espaço, que inclui, por exemplo, cores da parede, revestimentos e mobílias.

Porém, não existem regras na hora de decorar um cômodo. Aliás, existem tantos modelos no mercado, que é possível encontrar persianas mais clássicas e cortinas mais modernas.

A variedade de modelos e cores de cortinas faz dessa opção a mais versátil*

2. Considere o cômodo

Por isso, o segundo ponto a se considerar é o ambiente onde se quer colocar. As persianas são mais versáteis, e as de material de fibra sintética podem ir até em banheiros e cozinhas.

Em salas e quartos, uma cortina de tecido pode garantir mais aconchego ao ambiente. Porém, também existem persianas rolôs que imitam tecidos naturais (como o linho), e também geram esse efeito mais acolhedor.

3. Atente ao nível de bloqueio da luz

Por fim, vale considerar o nível de luminosidade que você busca. Uma cortina leve, como as de voil, permite mais entrada de luz do que uma persiana de madeira, por exemplo.

Já as cortinas com blackout são mais adequadas para salas de TV ou até mesmo no quarto, onde você quer garantir o escurinho pela manhã. Alguns modelos de persiana, como a rolô ou romana, também têm a opção de material com blackout.

Persiana rolô blackout: opção ideal para quem quer alto bloqueio de luz

4. Considere a facilidade de limpeza

Outro ponto definitivo é em relação à limpeza do material. No geral, as persianas são mais fáceis de higienizar, sobretudo as sintéticas, que só precisam de um pano umedecido.

Já as cortinas, acumulam mais poeira, e não são indicadas para pessoas alérgicas. Em compensação, as persianas pedem uma manutenção diária para retirada do pó, seja com aspirador, espanador ou o pano (caso sejam de PVC ou metal, por exemplo).

Algumas cortinas podem ser lavadas, mas outras exigem uma higienização profissional, para não estragar o material. Portanto, na hora de decidir, observe a etiqueta, para ver se a forma de limpeza se adequa à sua realidade.

Cortina de voil: pode ser facilmente retirada e lavada

5. Observe a proteção UV

Por fim, uma última característica que precisa ser levada em conta é a proteção aos raios UV. Caso o ambiente em que você vai colocar a cortina ou persiana receba muita luz solar, vale a pena investir em um material com esse cuidado extra.

Uma opção para quem quer investir na filtragem dos raios UV são as persianas celulares ou rolô em tela solar. Cortinas em tecidos, como linho e algodão, não oferecem essa vantagem.

Persiana rolô com tela solar: proteção UV para preservar os móveis do ambiente

Vantagens e desvantagens da cortina

As cortinas são as queridinhas de muitos profissionais de arquitetura e design de interiores. Afinal, por serem de tecido, deixam os ambientes mais aconchegantes e confortáveis.

Para ficar mais fácil decidir entre cortinas ou persianasseparamos as vantagens e desvantagens de cada uma. Assim, você pode colocar na balança, na hora de fazer a escolha.

Vantagens da cortina

Maior privacidade

Algumas cortinas, como as de blackout, garantem um bloqueio completo da entrada de luz. Por isso, oferecem mais privacidade, já que os vizinhos sequer perceberão a presença de alguém na casa.

As persianas, por sua vez, a depender do modelo, podem tornar mais fácil perceber alguma movimentação dentro de casa.

Controle da luz

Além da privacidade, o bloqueio eficiente da entrada de luz é interessante para sessões de cinema em casa, ou até para quem tem bebês, com maior sensibilidade nos olhos.

Existem opções de persianas que também controlam bem a luz, como o modelo rolô com blackout. Porém, a cortina oferece mais variedades, com melhor custo-benefício para adquirir esse efeito de bloqueio completo.

Aconchego imediato

Por serem de tecido, as cortinas imediatamente tornam o ambiente mais aconchegante e intimista, devido à textura e ao volume. Assim, são as preferidas para quartos e salas muito espaçosos, que sem cortinas ficam mais frios e impessoais.

As cortinas ajudam a trazem a sensação de aconchego para o quarto

Redução de ruídos

Quanto mais espesso o tecido da cortina, mais eficiente será em diminuir o ruído externo. Portanto, caso você viva em uma grande capital ou rua movimentada, uma cortina poderá trazer mais paz e silêncio para seu espaço.

Conforto térmico

Além de melhorar a sensação acústica, a cortina também pode oferecer mais conforto térmico para um ambiente. Então, você pode optar por um tecido mais grosso, para regiões frias, e um mais leve, para áreas praianas ou muito quentes.

A cortina levinha ajuda a manter o cômodo fresco

Possibilidades na decoração

Apesar de novos modelos de persiana estarem surgindo no mercado, as cortinas ainda oferecem um leque maior de possibilidades para inovar na decoração.

Afinal, você tem opções de pregas, cores, texturas, modelos e tecidos diferentes. Além disso, é possível optar por instalar em trilhos ou em varões, que também dão um efeito estético extra no ambiente.

Preço mais acessível

Os valores de cortinas e persianas podem variar muito, mas, no geral, as primeiras são mais baratas. A única exceção é quando elas precisam ser feitas sob medida, caso suas janelas ou portas sejam muito grandes.

Ainda assim, uma persiana sob medida também sairia com um preço mais elevado. Então, caso queira economizar, opte por uma cortina simples.

Desvantagens da cortina

Dificuldade de limpeza

Alguns modelos e tecidos só podem ser higienizados com ajuda profissional.

Limitação de espaços

Não são recomendadas para regiões úmidas e que acumulam gorduras, como banheiros e cozinhas.

Ocupam espaço

Como o tecido se acumula nas laterais da janela, não são muito indicadas para ambientes estreitos.

Acumulam mais poeira

Por isso, não são as melhores amigas das pessoas alérgicas.

Qual a altura correta da cortina?

O ideal é que a cortina chegue até o piso. Porém, o tecido não deve arrastar (para não estragar o material ou acumular poeira) e sim tocar o chão levemente. Para quem mora de aluguel, uma dica é deixar uma barra maior, de 4 a 5 cm, para dentro do tecido.

Assim, caso você mude de apartamento e ele tenha o pé direito maior, poderá aumentar o tamanho da cortina também.

As cortinas curtas só são recomendadas, caso tenha algum móvel embaixo da janela. Nesse caso, normalmente as persianas funcionam melhor.

Outra recomendação importante é que a cortina comece no teto, para levar o olhar para cima e criar uma sensação de amplitude do pé direito. Apenas se o pé direito for muito alto, de preferência, considere o final da janela e do teto, e instale no meio desse espaço.

• Leia mais: Como escolher cortina

Vantagens e desvantagens da persiana

As persianas são uma alternativa bem versátil às cortinas tradicionais. Afinal, podem ser usadas em praticamente qualquer ambiente da casa.

Além de serem mais neutras, possuem algumas variações dentro da própria categoria. Os acabamentos mais comuns são de plástico, alumínio e madeira.

Vantagens da persiana

São mais versáteis

As persianas podem ser instaladas em praticamente qualquer cômodo da casa, inclusive banheiros e cozinhas. Com uma infinidade de modelos, que costumam ser mais neutros (cinza, brancos e bege), também combinam com qualquer estilo de decoração.

Por isso, na dúvida, vale a pena conferir os diferentes tipos de persiana, como as verticais, horizontais, rolô e romanas. Sem dúvidas, algum modelo irá se encaixar no seu ambiente.

São fáceis de instalar

Uma das vantagens das persianas é que você pode comprar pela internet e instalar por conta própria em casa. Basta uma furadeira, que o processo é bem fácil e rápido de fazer.

Já algumas cortinas, como as presas em trilhos, precisam de ajuda profissional. Caso queira uma opção fácil de instalar, mas não é muito fã das cortinas expostas em varões, apostar na persiana é uma ótima ideia!

Nesse caso, outro bônus de optar pela persiana é que você também economiza nos varões que teria que comprar para aplicar a cortina no espaço.

Confira como a musa do DIY, Paloma Cipriano, instalou uma persiana horizontal por conta própria, no canal Casa de Verdade:

São fáceis de limpar

Por não serem de tecido, também são mais fáceis de limpar e perfeitas para quem tem alergias. Alguns materiais, como PVC e alumínio, permitem até a limpeza com um pano umedecido e com sabão neutro.

As persianas romanas também podem ser lavadas e, por isso, são ótimas para as cozinhas, onde pode haver acúmulo de gorduras.

As persianas romanas podem ser lavadas

Ocupam menos espaço

Outro benefício da persiana é que ocupa menos espaço que as cortinas. Especialmente as horizontais, funcionam muito bem em apartamentos pequenos.

O estilo rolô, que fica enroladinho na parte superior, ocupa menos espaço. Além disso, é fácil de limpar, então é um modelo impecável para cozinhas pequenas.

Já as persianas romanas funcionam bem para quem busca pelo aconchego do tecido, sem gastar muito espaço. Afinal, existem materiais que imitam as fibras naturais e são ótimos para quartos e salas estreitas.

Algumas cortinas romanas também são em tecido sintético, ou seja, perfeitas para banheiros pequenos!

Existem vários modelos prontos

Por vezes, as cortinas precisam ser encomendadas, nos tamanhos e tecidos ideais. Já as persianas vem prontas para instalação e contam com uma infinidade de cores e modelos.

Para ter certeza que o tamanho é ideal para o seu espaço, compre uma persiana maiorzinha e corte com um arco de serras e um cortador de lâminas.

Se você gosta de decorar seu ambiente por conta própria, vale a pena conferir as opções de persianas prontas no mercado!

Gama de texturas e materiais

Outra vantagem das persianas é a quantidade de texturas e materiais disponíveis, inclusive, muitos que imitam os tecidos de fibra natural.

Dessa forma, você pode garantir o mesmo conforto de uma cortina de tecido, com a praticidade da persiana.

Alguns modelos, como rolô e romana, possuem até na versão blackout, ou seja, perfeitos para assistir um filminho de tarde.

Podem ser automatizadas

Nada mal fechar a persiana do sofá, com um controle remoto né? Alguns modelos possuem até aplicativo no smartphone, em que você pode programar quando quer fechar a peça.

Imagina, todo dia, na hora do sol forte, ter essa praticidade? Essa funcionalidade também é bem importante para as persianas de teto, principalmente para quem tem pé direito alto.

Outra vantagem da automatização é que aumenta a durabilidade e vida útil do produto. Afinal, com o tempo, a abertura da persiana todos os dias pode ser danificada, por quem não sabe manusear a peça corretamente.

Desvantagens da persiana

Preços mais elevado

Alguns modelos não são tão acessíveis que as tradicionais cortinas de tecido.

Possuem tamanho padrão

Caso tenha janelas muito grandes, terá que fazer sob medida. Caso seja um espaço pequeno, talvez tenha que cortar uma parte.

Pode bloquear a abertura da janela

É preciso tomar cuidado na escolha da persiana, para que ela não bloqueie a abertura das janelas duplas.

Limpeza constante

Embora sejam mais fáceis de limpar, principalmente as sintéticas, precisam de limpeza regular, com espanador ou pano úmido.

Podem fazer barulho

A depender do material, com o vento, as hastes podem encostar umas nas outras e ocasionar ruídos.

Qual a altura correta da persiana?

A altura depende da janela e da instalação, que pode ser dentro ou fora do vão (na parede). Se a instalação da persiana for feita na parede, você terá que colocar pelo menos 10 cm do material embaixo e nas laterais.

Nesse caso, é importante se atentar que, na parte superior, você precisa instalar a persiana na metade entre o teto e a janela.

Outra opção é levar a persiana até o chão, se quiser criar um efeito mais robusto para o ambiente. Porém, essa ideia não é válida, caso tenha algum móvel embaixo da janela.

Caso a persiana seja colocada no vão da janela, o ideal é descontar pelo menos 1 cm de altura para dentro dela.

Para saber mais dicas de como escolher a persiana ideal para o seu ambiente, confira o vídeo com uma das nossas colaboradoras na Leroy Merlin:

Cortina ou persiana para cozinha?

Na cozinha, por causa do contato com a água e gorduras, o ideal é colocar uma persiana de alumínio ou PVC. Afinal, são as mais práticas de limpar e fazer a manutenção, e não causarão problemas como mofo.

Uma opção muito interessante para as cozinhas são as persianas solares, no estilo rolô. Para fazer a limpeza, basta lavar com água e sabão neutro.

Cortina ou persiana para quarto de bebê?

Para quartos de bebê, as persianas de alumínio são uma ótima opção. Afinal, são leves e resistentes, e adequadas para ambientes que tem que abrir e fechar a peça com frequência.

Como bebês e crianças têm mais sensibilidade à luz, vale a pena investir em uma persiana mais escura, ou até mesmo uma cortina de blackout, para fechar durante o dia.

Leia mais:

Como escolher cortina

Tipos de cortina para decorar sua casa

Cortinas para cozinha: os modelos mais usados e o que você precisa para fazer uma personalizada

Como instalar persianas?

Como instalar varão de cortina

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo