BanheiroComo fazer

Banheiro PCD: como instalar as barras de apoio

Seja em casa ou em estabelecimentos comerciais, um banheiro PCD é sinônimo de cômodo acessível. Por isso, ele é aquele projetado para atender pessoas com qualquer tipo de necessidade especial ou dificuldade de locomoção.

Para atender idosos ou pessoas que utilizam cadeira de rodas, próteses, bengalas, aparelhos de apoio e sistemas auditivos e garantir acessibilidade no banheiro, alguns itens são imprescindíveis.

Entre eles, estão as barras de apoio, que podem ser instaladas na pia, box, área do vaso sanitário, portas e acessos com dimensões maiores, piso nivelado e antiderrapante, área de transferência e manobra para cadeirantes, chuveiros e boxes mais amplos e com banco dobrável ou removível e pias com altura adaptada.

Para não errar, é importante conhecer a norma NBR 950 que dita as regras sobre a acessibilidade em edificações, mobiliários, espaços e equipamentos urbanos. Esta norma da ABNT regulamenta os projetos de banheiro com acessibilidade.

O que não pode faltar em um banheiro PCD

Alguns acessórios e medidas são muito importantes para se ter um banheiro acessível. As portas e acessos para banheiros adaptados são alguns destes detalhes. Para facilitar a entrada e saída de cadeiras de rodas, as portas e os acessos ao banheiro PCD devem ter medidas maiores que o convencional. A porta precisa de, pelo menos, 80 cm de largura.


Caso a porta abra no sentido oposto do usuário, é preciso garantir o espaço mínimo de 120cm para a chegada e 30cm livres para o alinhar a abertura e a parede interna. Agora, se a porta abrir na direção do usuário, deixe um recuo mínimo de 150 cm na frente da porta e 60 cm entre o vão e a parede esquerda.

Outro ponto que merece atenção é o piso, que deve ser sempre nivelado e sem degraus. Porém, a própria ABNT permite um leve desnível, que pode ter, no máximo, 1,5 cm entre o box e o chão do restante do banheiro. Em desníveis de 0,5 a 1,5cm, o arquiteto pode inserir uma rampa com inclinação de até 50%.

Para movimentações, dedique atenção especial para um espaço de transferências e manobras. Não à toa, este é um dos primeiros pontos que o arquiteto deve considerar, sempre tendo em mente que, para locomoção, o giro é de 360 graus. Logo, o diâmetro livre precisa ser de 1,50 m.

Já para o uso do vaso sanitário, a cadeira de rodas deve ser estacionada sempre em frente ou ao lado. Logo, um espaço de 1,20 m de profundidade por 80 cm é necessário para garantir segurança. Também é preciso considerar a presença de áreas adaptadas com barras de apoio. A barra de segurança é um grande facilitador na hora da movimentação.

Além de garantir como colocar barras de apoio no banheiro adequadamente, elas devem ficar em pontos estratégicos, como ao lado e atrás do vaso sanitário, na pia e no box. E saiba que as barras de segurança podem ainda ser dobráveis, ajudando na adaptação.

Para a área do chuveiro, considere um box com dimensões mínimas de 90×95 cm, com banco dobrável ou removível de 45×70 cm e 46 cm de altura. Este assento deve ter cantos arredondados e ser impermeável e antiderrapante para evitar acidentes, além de ter um espaço ao lado para transição.

Para o chuveiro do banheiro, as torneiras especiais podem ser manuais. A ducha deve ser fixada na parede, com altura máxima de um metro. E o mesmo vale para os registros e misturadores. Escolha torneiras do tipo alavanca para garantir maior acessibilidade.

Vale também investir também em vasos sanitários especiais, que tem um design pensado para garantir conforto e praticidade. Considere também assentos para vasos especiais, há assentos com elevação e modelos feitos em materiais especiais, de acordo com as necessidades de cada usuário.


Para garantir uma pia acessível, a altura dela deve ser de no máximo de 80 cm. Considere que o cadeirante deve encaixar as pernas embaixo da pia durante o uso e, por isso, não adicione nenhum tipo de armário logo abaixo dela. A torneira, acionada por alavancas, deve estar numa distância máxima de 50 cm.

Dentre os móveis, vale investir em armários acessíveis. Além de não poder ficar embaixo da pia, o ideal é que este móvel tenha altura de 1,20 m, no máximo. A quantidade de móveis no ambiente deve levar em consideração também a mobilidade. Quanto maior o espaço livre, melhor.


Qual a melhor altura para colocar a barra de apoio?

Na hora de instalar a barra de apoio, é importante seguir algumas regras. Há inúmeros tipos de barras para o banheiro, que podem ser fixas no formato de U ou de L. Mas existem também os modelos articulados, que são dobráveis. Eles se adaptam a diferentes necessidades.

Sobre qual a altura das barras de apoio para deficientes, no caso do box, o ideal é 75 cm do piso. O comprimento mínimo da barra é de 70 cm, com uma distância de 85 cm da parede lateral do banco.

Já próximas aos vasos sanitários, as barras devem ser fixadas na lateral. A barra reta deve ter comprimento mínimo de 0,80 m e ser colocada a 0,75 m de altura do piso e a uma distância de 0,40m do eixo e 0,50 m da frente do vaso. Estas são as medidas mais adequadas, seguindo as normas da ABNT.

Para banheiros públicos e de estabelecimentos comerciais, a regulamentação também prevê a presença de barra horizontal ao lado do assento, com instalação a 75 cm do piso. A norma ABNT também dita que uma barra vertical seja instalada para auxiliar na transferência.

Agora, que tal encontrar os melhores produtos para um banheiro acessível na Leroy Merlin?

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo