Dicas

Aprenda a decorar sua varanda do jeito que sempre sonhou

Aprenda a decorar sua varanda do jeito que sempre sonhou Bancos de madeira rústica, daqueles que suportam o sol e a chuva, onde repousam futons macios; tecidos coloridos para revestir almofadas e presos por arames colocados estrategicamente no teto e nas paredes; banquetas, se a ideia for convidar amigos; plantas e cores, nas paredes, nos acessórios e, quem sabe, até nos pisos. Para ter uma varanda do jeito que sempre quis, não é necessário muito, mas uma dose extra de bom gosto, criatividade e uma análise do tamanho do espaço para conhecer todas as possibilidades que, inclusive, podem ser adaptadas não só às varandas, mas às sacadas, aos quintais e aos terraços. A ordem é valorizá-los. Por isso, além dos itens já citados, busque nas lanternas de chão, luminárias e tocheiros, a iluminação gostosa e intimista que esses lugares pedem. Se for o caso, aposte no piso de madeira de demolição, brinque com materiais como acrílico e componha o ambiente com mesas e banquetas extras.

 Se o espaço permitir, aposte em espécies de plantas com alturas pequenas, médias e grandes para trazer movimento, harmonia, umidade e até mesmo privacidade. Mas, nunca se esqueça de investir em produtos que possam ser usados em qualquer estação do ano. Assim, é possível usufruir do espaço nas quatro estações. Isso inclui, eventualmente, os toldos teto-chão, que protegem o local dos ventos e do sol intensos e até da chuva. Entre as tendências para esses cantinhos, vale a mistura de épocas no mobiliário, o uso de objetos antigos como baús e mantas, por exemplo, e souvenires de viagem.

 Além disso, una peças antigas com modernas e tenham sempre velas por perto para trazer aquele clima de paz. No geral, é possível fazer verdadeiras revoluções em cada espaço disponível. Basta sensibilidade, força de vontade e disposição. Além, claro, do investimento. Mas, ainda assim, com pesquisa, é possível encontrar produtos em conta e que resolvam bem o décor.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo