Elétricos e Hidráulicos

Funcionalidade e modelos das torneiras convencionais

Funcionalidade e modelos das torneiras convencionais

As torneiras convencionais são aquelas que possuem o registro para jorrar e interromper a saída de água. Elas possuem só um manípulo (nome dado a alavanca de abertura) e liberam água somente em uma única temperatura. No mercado existe uma grande variedade de torneiras, com diversos tipos, modelos e materiais, além de também possuírem várias formas de utilização e ter as opções de mesa (bancada) ou parede.
Na hora de escolher a torneira ideal, é importante ficar atento à decoração e à função que ela realmente irá exercer no ambiente instalado. Cada ambiente pede uma torneira específica. Banheiros, cozinhas, tanques pedem, cada um, um modelo de torneira diferenciado. 

Torneiras para cozinha

Além de estarem em harmonia com o ambiente onde forem instaladas, elas precisam também atender os afazeres necessários. Necessitam de um espaço adequado para que seja possível encaixar grandes peças abaixo delas.
O ideal é que sejam de fácil manuseio, uma vez que poderão ser usadas com mãos sujas ou engorduradas. A torneira em formato de alavanca é uma excelente opção para estes ambientes. Os modelos com cabeça destacável facilitando a limpeza de itens mais difíceis pois há a possibilidade de arrastá-la com a mangueira para baixo.
Para cozinhas, o modelo mais adequado é a torneira com bica longa.

Torneiras para banheiro

Os banheiros são zonas úmidas e por isto é importante optar por acabamentos de melhor qualidade. O ideal é comprar uma torneira que possua uma excelente funcionalidade, quanto mais prática melhor;
As torneiras usadas neste ambiente possuem o tamanho menor que os modelos usados nas cozinhas.

Torneiras para área de serviço

Para área de serviço, os modelos primam mais pela utilidade do que pelo estilo. Elas precisam ser projetadas para grandes pias ou máquinas de lavar. Os modelos comumente instalados nestes ambientes são as torneiras de bica curta.

Limpeza

Para limpar as torneiras, bastam uma esponja macia e sabão ou detergente neutro. Evite usar a palha de aço, pois ela danifica o acabamento das peças, que podem vir a enferrujar.
É importante também saber as medidas corretas da cuba onde a torneira será instalada para não haver incompatibilidade e a necessidade de trocar a peça.
O ideal é coordenar a torneira com o estilo de base e cuba escolhidas para criar uma harmonia entre as peças.  É importante também sempre analisar a viabilidade da cuba para facilitar o escoamento de água e o espaço para louças, se for o caso.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo