Como cuidar de Zamioculca

Publicidade Cupom Leroy Merlin

Sabe aquele cantinho da casa ou apartamento onde não bate sol e você nunca tem uma boa ideia do que colocar lá pra decorar?

Pois, acredite: esse espaço aí já tem uma dona: a Zamioculca!

Esse nome estranho batiza uma planta muito linda, de folhas verdes vivas e cheias de brilho, que se adapta bem a ambientes internos, pois não necessita de muita luz, e muito usada na decoração, em vasos ou jardins.

Ela gosta de temperaturas acima de 25 graus e se adapta também a áreas externas, protegidas do sol direto.

É perfeita para os esquecidos ou os “sem tempo de regar”, pois não gosta muito de água e necessita de regas esporádicas, duas vezes por semana, além de dispensar podas, pois cresce lentamente.

A seguir, confira como cultivar a Zamioculca, com as dicas de Ricardo Vieira, supervisor de departamento de produto na Cooperativa Veiling, em Holambra. Ricardo é técnico de Horticultura e graduado em Agronegócio com ênfase em Multicultura.

Antes de continuar, inspire-se assistindo este vídeo tour do canal Leroy Merlin Brasil com os meninos do Folha Paisagismo passeando pela seção de jardinagem e mostrando as melhores plantas para aparamento, fertilizantes, adubos, vasos adequados e muito mais. Confira!

• Leia também: Tipos de orquídeas: conheça os 15 principais

A Zamioculca é nativa de onde?

A Zamioculca é uma planta originária da Tanzânia, na África. Ela pertence à família das Araceae e seu nome científico é Zamioculcas Zamiifolia.

E a Zamioculca é uma suculenta. Suculenta é toda planta que tem capacidade de armazenar água em sua raiz, talo ou folha, em quantidade maior do que outras plantas.

Não precisa ser da família das Cactaceae ou Crassulaceae para ser uma suculenta. É isso que faz com que ela mantenha reserva de água durante longos períodos.

Suculentas da Família Cactaceae: primas distantes da Zamioculca

Como cuidar de Zamioculca?

A Zamioculca é resistente e se adapta facilmente a ambientes internos ou externos. Confira a seguir como cuidar de Zamioculca.

1. Rega

De duas a três vezes por semana, dependendo da época do ano. No verão, regue três vezes por semana. E no inverno, duas vezes na semana.

A Zamioculca é pouco exigente com as regas, por isso, é uma planta boa para os descuidados

Isso porque ela é pouco exigente com as regas. Assim, a quantidade de água para regar tem que ser proporcional ao tamanho do porte da planta, sem deixar o substrato muito encharcado.

Evite o excesso de água, pois pode provocar amarelecimento de suas folhas e a perda da planta.

Fique atento quando usar regador ou mangueira durante a rega, pois esse é o principal ponto na hora de cuidar da Zamioculca. Ela é muito sensível ao excesso de água.

Verifique colocando a mão no substrato. Não pode molhar a mão quando você apertar o substrato.

2. Substrato

O solo deve ser rico em matéria orgânica, bem drenado, mas com capacidade para reter um pouco de umidade para a planta.

Isso porque a Zamioculca é muito resistente, por isso, dispensa cuidados especiais, bastando apenas utilizar adubos orgânicos.

E para oferecer minerais adequados para a planta, utilize adubo NPK, que fornece os principais nutrientes para a saúde da planta. A sigla do fertilizante NPK é uma relação dos três nutrientes: Nitrogênio, Fósforo e Potássio.

Adubo NPK: oferece os minerais adequados para a Zamioculca

3. Luz

Sim, ela se adapta bem a ambientes internos e externos com bastante ou pouca luz, sendo resistente e durável.

A Zamioculca não gosta da luz direta do sol, porque causa queimadura nas folhas. Essa queimadura pode deixar manchas esbranquiçadas ou amareladas nas folhas.

Ou até queimá-las mesmo. Na Tanzânia, seu local de origem, ela cresce embaixo de grandes árvores, protegida da luz direta do sol e do vento.

4. Adubação

A Zamioculca não é muito exigente quanto à adubação, mas para garantir as folhas bonitas e sadias, você pode aplicar fertilizante NPK 10-10-10.

Antes da aplicação, dilua 1 copo americano desse adubo sólido em 2 litros de água. E use essa água com o adubo diluído na rega da planta, duas vezes ao mês.

5. Clima

A Zamioculca é uma planta adaptada a clima tropical com temperaturas por volta de 25 graus até temperaturas superiores, mas nunca abaixo de 18 graus.

Então, quanto mais baixa a temperatura, maiores danos pode causar à planta.

Podem aparecer manchas amarelas ou manchas esbranquiçadas por causa dessa queimadura que o frio vai causar à folha.

Como cuidar da folhagem da Zamioculca

O que faz da Zamioculca uma espécie queridinha é sua coloração forte, o brilho de suas folhas e a resistência à falta de regas.

Além disso, ela se adapta facilmente a vários ambientes, mesmo em lugares com pouca, média ou bastante iluminação, e resistente a ventos.

As folhas dessa espécie têm brilho próprio e natural. Não é preciso usar nenhum produto a mais para cuidar de Zamioculca. Com um simples paninho e um borrifador, você pode borrifar água e remover a poeira delas.

Como fazer mudas de Zamioculca

Pode-se fazer mudas de Zamioculca de três maneiras:

1. Divisão de tubérculo ou touceira

Você vai arrancar a planta do vaso, dividir aquela planta em duas ou três partes e transplantar para o vaso novo.

2. Na água

A segunda maneira é cortando a haste da Zamioculca embaixo, perto do substrato, e aí você vai colocar numa vasilha com água e em local bem iluminado.

Ali embaixo onde você fez o corte, ela vai começar a soltar raízes e depois você pode plantar no vaso para ter uma planta nova.

3. Mudas

Você vai arrancar a folha da haste e deixar secar por duas ou três horas, quando irá cicatrizar onde a haste foi arrancada. E você pode molhar aquela parte da folha na água onde você dissolveu um pouco de adubo.

Então você molha e coloca na terra. Dali vão soltar raízes e vai sair o broto que dará origem à nova planta também.

Zamioculca é venenosa?

Sim, a Zamioculca é venenosa. Todas as suas partes são consideradas tóxicas se forem ingeridas.

Por isso é muito importante mantê-la longe do alcance de crianças e animais domésticos.

Caso haja a ingestão acidental de qualquer parte da planta, é importante procurar auxílio médico ou veterinário o quanto antes, para evitar maiores problemas.

Como plantar Zamioculca, passo a passo?

Para plantar a Zamioculca você vai precisar de: um vaso novo, de preferência de cerâmica ou concreto; um substrato novo, como terra vegetal; cascas de pinus.

Prefira fazer o plantio ou transplante no fim do inverno e começo da primavera. E não utilize adubo químico, para não queimar as raízes e matar a planta.

Siga o passo a passo:

Passo 1: Remova o substrato

Remova todo o substrato antigo que está na planta.

Passo 2: Coloque brita no fundo do vaso

Prepare o fundo do vaso com brita, para ajudar na drenagem da água.

Passo 3: Coloque a planta dentro do vaso

Acomode a Zamioculca no vaso e ponha a terra vegetal com a ponta dos dedos.

Passo 4: Aperte bem

Aperte suavemente a terra, para dar sustentação à planta e ela não se desprender, porque o substrato novo geralmente é muito solto.

Passo 5: Coloque casca de pinus

Finalize colocando cascas de pinus, que retém umidade e deixa o acabamento mais bonito.

Qual o melhor tipo de vaso para cuidar de Zamioculca

Por ter raízes fortes, a planta Zamioculca causa grandes danos em vasos que não são resistentes.

Vasos de plástico, por exemplo, costumam rachar ou deformar. Isso ocorre porque quando crescem, as raízes e tubérculos se expandem muito.

Então, se seu vaso não for muito resistente vai acabar danificando.

Então é recomendado usar para o plantio da Zamioculca em vasos de cerâmica e concreto, que vão conseguir absorver e conter essa força do crescimento das raízes e tubérculos.

À esquerda Vaso Cerâmica Comfort Zone Basic Azul, no meio Vaso Cerâmica Comfort Zone Layer Rosa e à direita Vaso Cerâmica Comum Terracota Sitios

Qual o melhor ambiente: interno ou externo?

Quer saber como cuidar de Zamioculca quanto ao ambiente? Tanto o ambiente interno quanto externo, dependendo da quantidade de luz, pode ser bom para essa espécie.

Em ambientes internos é bom que tenha média e alta intensidade de luz, e nunca baixa para pouca intensidade de luz.

Em ambientes externos, ela vai bem em varandas, embaixo de árvores e toldos, que vão proporcionar bastante ou média intensidade de luz indireta do sol.

A luz direta do sol acaba causando danos à planta.

Posso cultivar a Zamioculca em água? Como se faz?

Sim, você pode cultivar as hastes da Zamioculca em água.

Para isso, corte a haste da planta e coloque em um vaso de vidro ou acrílico, é ideal que seja transparente, para fornecer claridade em toda a parte da planta. Assim ela pode se manter por vários anos.

Há casos de hastes de Zamioculcas com 4 a 5 anos.

Ali onde você fez o corte ela vai soltar raízes e vai se desenvolver, como se fosse uma planta hidropônica, sem substrato.

Então ela vai se manter ali porque foi adaptada assim. No caso de plantas em vaso, que estão plantadas em substrato, se você deixar muito úmido, ela vai apodrecer os tubérculos e raízes.

Quando você coloca uma haste cortada no vaso, ela não chega a gerar um tubérculo. Ela vai soltar só as raízes que ela vai suportar. Então a partir do momento que você transporta a planta para o substrato, ela não vai suportar mais umidade em excesso, pois vai apodrecer o tubérculo e a raiz.

O que fazer quando a zamioculca estiver morrendo

A Zamioculca é uma planta pouco exigente, no entanto, alguns problemas poderão ocorrer com ela.

Se suas folhas começarem a amarelar: é sinal de que você está regando mais do que deveria. Reduza a rega. Toque no solo e verifique se está úmido. Só regue novamente quando o solo estiver seco.

Se surgirem pontos pretos ou manchas brancas: é sinal da presença de fungos ou pragas.

Se suas folhas começarem a cair: é sinal de falta de água. Regue regularmente. Se suas folhas estiverem queimadas ou amareladas: é sinal de excesso de luz. Proteja-a da incidência direta de sol.

Se sua planta cresce lentamente: pode ser sinal de falta de adubação – aplique fertilizante NPK 10-10-10 a cada 15 dias – ou o vaso pode estar pequeno para o porte da planta. Neste caso, troque-a de vaso.

Conclusão

A Zamioculca é uma planta de folhagem exuberante e resistente, muito decorativa, e valoriza qualquer canto da sala, varanda ou jardim. Agora que você já conhece todos os truques de como cuidar de Zamioculca, que tal ter uma em casa?

Leia mais:

Qual a diferença entre terra, substrato e condicionador de solo?

Como cuidar de cactos e deixá-los sempre bonitos

Como cuidar de samambaia

Como cuidar de manacá da serra

Como cuidar de tuia holandesa

Como escolher vaso de planta?

Como cuidar de costela de adão [guia completo]

10 árvores frutíferas pequenas para ter no seu quintal

Aprenda como fazer kokedama

Tipos de suculenta

Publicidade Saldão Leroy Merlin

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo